Era o ano de 1985 e um grupo de atores, produtores e pensadores culturais da cidade, preocupados com a constância com que a classe artística brasiliense batia na mesma tecla da falta de espaço para apresentação de produções e da ausência de incentivos para a área, decidiu criar, um espetáculo que permitisse a participação de todos os criadores. Foi assim que, na primeira semana de agosto de 1985, a já falecida atriz Cristina Borracha...
(+ Leia mais)